Logo



Polaroids


















Menu

O dia em que desisti do iPhone

Nunca entendi essa pira de gastar o que não tem com tecnologia. Eu morro de vontade de comprar cada console novo que sai no mercado. Mas, ei, eu amo o meu Xbox 360 e ele ainda não se tornou obsoleto. Então, não compro. Simples assim.

Tá, lá vai, vou ser 100% sincera: qual é a dessas pessoas que dormem na porta de lojas para comprar o "celular do momento"? Se fosse ainda uma fila para, sei lá, comprar ingresso para o seu show favorito, até entenderia. Se bem que essas pessoas que dormem em filas de lojas de eletrônicos devem se perguntar a mesma coisa quando eu digo que se fosse uma fila de show, eu até enfrentaria o desafio. Tudo é uma questão de ponto de vista.
Eu não estou julgando o seu gosto. Quem sou eu para isso! Mas, sim, eu estou julgando o fato de você aí dar o sangue para comprar um celular que ficará obsoleto em poucos meses. Não é um item de primeira necessidade. Pelo menos, não o mais moderno do mercado. É claro que é um direito seu gastar o seu dinheiro com o que bem entender, mas não ceda a um mero capricho da sociedade capitalista. Você não vai ser melhor só porque tem aquele celular que todo mundo quer ter/já tem.

Dia desses, desisti do meu iPhone. Depois de cinco meses sem meu aparelho e burocracias e filas para tentar apenas agendar um horário na assistência técnica autorizada, eu me questionei: "será que todo esse esforço vale mesmo a pena?".

Eu defendia a "maçãzinha" com unhas e dentes. Dizia que ela era sinônimo de qualidade (tive dois iPhones quebrados em menos de dois anos). Dizia que era mais prático que os outros celulares (me acostumei com meu Android em menos de duas semanas). Afirmava que as funções eram melhores (meu celular atual tem uma câmera 5X mais potente do que a do meu finado 5C). Para que tanto apego? Foi exatamente essa pergunta que me fiz.
Descobri que ao praticar o desapego com o meu iPhone, não estava apenas me desapegando de um aparelho ou de uma marca. Eu estava me desapegando de um capricho imposto pela minha roda de amigos. Se todos tinham iPhone, mesmo reclamando dos inúmeros problemas que o aparelho apresentava, por que eu nadaria contra a corrente? Porque, como minha mãe mesmo sempre diz, eu não sou todo mundo!!!

Não estou querendo dizer que só iPhones apresentam defeitos e problemas. Todos os celulares apresentam. Todas as marcas. Todos os tipos de eletrônicos. Mas pessoas também apresentam defeitos. Dizem que alguns são irreversíveis, mas eu não acredito. Nunca é tarde demais para reiniciar o sistema. Você não precisa do último lançamento, qualquer que seja, só porque todos os seus amigos têm ou estão falando sobre ele. Você é bem mais valiosa (em dólar! $$$$) que isso. Vai por mim.

2 comentários:

  1. Eu acho tão estranho essas pessoas que preferem comprar um Iphone a gastar esse dinheiro com outras coisas mais importantes. Porque tem pessoas que deixam de comprar coisas que necessitam na vida para ficar renovando o modelo de celular. Mas estranho ainda é as pessoas que querem nos impor que temos que ter um Iphone para sermos os "descolados". Tudo muito absurdo e estranho.

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu texto! Tenho muitas amigas que tem este modo "estranho" de pensar! Estou adorando seu blog , parabéns!!

    ResponderExcluir